Cadência Feminina

Você já ouviu falar na cadência feminina? Tenho certeza que você faz uso dela e nem sabe.

A cadência feminina ocorre com o acorde de I na segunda inversão aproveitando o baixo, que é a própria dominante, formando o acorde de V ou V7 no estado fundamental.

exemplo_1

Meu primeiro exemplo é a primeira Canção Sem Palavra do Mendelssohn Op.19.

No primeiro membro de frase ele usa a cadência feminina, veja a análise com uma redução textural.

meld

Outro bom exemplo é o quarto movimento da sinfonia N.40 do Mozart.

mozart

Essa cadência é tradicionalmente chamada de cadência seis quatro. Leva esse nome exatamente pelo fato do acorde do I estar na segunda inversão.

Outro nome, e na verdade a cadência feminina é só uma variação, é a cadência à dominante. E caso você esteja se perguntando se tem a masculina, a resposta é sim. A diferença é que na masculina o acorde do V é no tempo forte, sem o I invertido.

Essa cadência soa quase como o famoso acorde sus. Entretanto, na análise, geralmente se coloca uma chave e diz que é tudo dominante, já que ela é uma cadência à dominante.

Gostou? Comente!

Tem dúvidas? Pergunte

Até a próxima!

9 de dezembro de 2016

0 Respostas em "Cadência Feminina"

Deixe uma Mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Universidade Michael Machado

Conhecimento Musical Elevado

Para o compositor, arranjador, orquestrador e produtor musical.

top
© Universidade Michael Machado, todos os direitos reservados. CNPJ: 32.844.874/0001-11
X